Partners Comunicação Pro Business

O que é Business Intelligence e como se aplica à sua realidade?

Business Intelligence (ou BI) é uma expressão que significa “Inteligência de Negócios”. Está relacionada à coleta, avaliação e compartilhamento das informações que são preciosas para o funcionamento da empresa.

Antes do surgimento do BI, havia muitas dificuldades para os gestores tomarem decisões mais bem fundamentadas e que melhorassem efetivamente suas estratégias de negócio. A ferramenta veio em auxílio das empresas em geral, não importando qual seja seu porte.

Tem interesse no assunto? Aproveite e saiba mais sobre o que é Business Intelligence e como isso pode ser aplicado à realidade de seu negócio!

O que é Business Intelligence

Business Intelligence é uma reunião de teorias, processos, métodos, tecnologias e estruturas que convertem uma quantidade elevada de dados brutos em informações úteis, as quais servem para dar suporte ao negócio e facilitar a tomada de decisões.

Uma estrutura de BI compõe-se basicamente de três elementos principais: seu negócio, a administração desse negócio e a tecnologia da informação, ou TI, como também é conhecida. A integração entre esses elementos constitui o Business Intelligence.

Como aplicar o Business Intelligence

O BI ajuda a captar informações certas e incorretas. Por meio das primeiras impressões, o gestor poderá identificar tudo que acontece da forma adequada dentro da organização. Mas a ferramenta também tem potencial para identificar o que está errado, a informação que não está em conformidade com o planejamento, os gargalos, as contradições.

Se as informações coletadas são aquelas de que o gestor já tem conhecimento, provavelmente existe alguma coisa errada com a forma de aplicar o método. Nesse caso, torna-se necessário avaliar onde é preciso melhorar — pode ser um fluxo informacional truncado, uma análise contraditória ou um processo que foi interrompido.

Cruzando informações de diversas bases de dados, essas informações podem ser obtidas e o BI começa a ser aplicado de maneira mais funcional. A ferramenta é importante para analisar e conhecer os riscos que ameaçam a empresa. Depois de registrar esses riscos, convém analisar quais as possibilidades de eles ocorrerem ou não. Também convém analisar qual é o impacto que esses riscos, caso se tornem reais, trarão para o negócio. Essa operação é o que se chama de gestão de riscos.

Os riscos que ameaçam a empresa podem ser divididos em categorias, como:

  1. risco para imagem diante do mercado;
  2. risco financeiro;
  3. risco jurídico;
  4. risco ocupacional.

Eles devem ser classificados e, na sequência, devem ser mostradas a gravidade de cada categoria e a probabilidade de ocorrerem.

A veiculação de informações falsas na mídia é um exemplo de risco para a imagem de uma empresa perante o mercado.

Para enfrentar esses riscos, é necessário registrar ações preventivas e corretivas, no caso de os riscos se tornarem perigos reais. As medidas preventivas podem se referir a auditorias internas, a treinamentos dos profissionais, à confiabilidade das informações disponibilizadas e assim por diante. Em relação às medidas corretivas, ou seja, aquelas aplicadas depois que as falhas já aconteceram, sua finalidade é minimizar os efeitos negativos resultantes de erros que já ocorreram.

O BI também pode ser usado na logística, visando aprimorar a cadeia produtiva. Caso os atrasos sejam a principal deficiência logística da organização, a ferramenta poderá identificar os gargalos relacionados às etapas anteriores a fim de gerenciar os caminhos mais seguros e eficazes para a otimização, a partir de estratégias fundamentadas em evidências.

Os recursos de Business Intelligence poderão ser usados para identificar produtos que costumam atrasar mais que os outros ou sugerir novos modais de transporte, que possam agilizar as entregas.

O marketing também pode ser aprimorado com a ajuda do BI. Por exemplo, é possível mensurar uma campanha de marketing para avaliar se ela efetivamente funcionou ou não, se ela conseguiu oferecer o retorno esperado à empresa ou se falhou. Para tanto, o responsável pelo BI deve pesquisar o mercado e se encarregar da aplicação dos métodos apropriados, a fim de analisar o consumidor e o concorrente. Dentro das empresas, a pessoa poderá, ainda, se valer do gerenciamento da base de dados de um determinado cliente.  

Esse profissional deve atuar com indicadores e métricas de desempenho, o que requer conhecimentos em matemática e TI (Tecnologia da Informação). Ele pode trabalhar tanto na fase de pré quanto de pós-campanha.

Quais as vantagens do Business Intelligence?

Ao saber o que é Business Intelligence, vale a pena considerar as muitas vantagens que a estratégia oferece, como as listadas a seguir.

Decisões mais estratégicas

A partir da organização, da análise e da comparação dos dados, bem como da aplicação de indicadores de desempenho, o gestor terá condições de fundamentar suas decisões, deixando de agir somente de forma intuitiva.

As decisões terão embasamento, especialmente de acordo com estatísticas. Os números sempre contribuem para uma análise mais detalhada da situação.

Com o Business Intelligence, será possível traçar um planejamento estratégico mais eficiente, reunindo informações de diferentes setores da empresas, como vendas, marketing, estoque, RH e assim por diante.

Melhor compreensão dos processos

As ferramentas de BI permitem também compreender melhor os processos empresariais em geral, especialmente os logísticos que, geralmente, envolvem mais dificuldades e muitos custos se não forem devidamente gerenciados.

O gestor deve conhecer e entender tudo que se passa em sua empresa se deseja manter seu negócio competitivo. A compreensão de como funcionam os processos e como podem ser melhorados certamente é um diferencial relevante para a empresa que pensa em longo prazo e procura melhorar cada vez mais o relacionamento com o cliente.

A compreensão dos processos oferece resultados positivos na satisfação dos funcionários e, consequentemente, em ganhos de produtividade, na venda e na fidelização dos clientes, na qualidade dos produtos e serviços ofertados e assim por diante.

Identificação de oportunidades

Da mesma forma que o BI contribui para identificar falhas com mais precisão, ele também ajuda a reconhecer oportunidades para a empresa. Para viver muito tempo, as empresas precisam inovar e se atualizar, identificando oportunidades antes que outras empresas o façam.

A ferramenta proporciona insights úteis que permitem detectar lacunas e grandes oportunidades de crescimento no mercado nacional e internacional.

Como implementar o BI de acordo com a realidade de seu negócio?

Não basta apenas entender o que é BI e adquirir um sistema de Business Intelligence. Antes de comprar uma solução de BI, é preciso fazer um levantamento das necessidades da empresa. Isso porque as ferramentas de BI podem ser personalizadas e ajustadas à realidade de seu negócio.

O tipo de atividade que a empresa desenvolve, seu porte, seu público-alvo, a quantidade de funcionários, os riscos a que está sujeita — tudo deve ser considerado.

É importante lembrar que a Inteligência de Negócios deve dizer respeito ao “seu” negócio, especificamente.

Como vimos, o BI reúne um conjunto de técnicas e ferramentas que ajudam a empresa a crescer de forma escalável, otimizando seus processos e permitindo integração com outros sistemas e metodologias desenvolvidas nos diferentes setores da organização.

Agora que você já sabe o que é Business Intelligence, compartilhe este post nas suas redes sociais para que outros também possam aprender com essa ideia!

No Comments
Post a Comment