Partners Comunicação Pro Business

Entenda o poder do marketing de influencia para o seu negócio

Você já ouviu falar sobre o marketing de influência? Essa estratégia ganhou força em 2017 e, por isso, gestores estão planejando investir até 40% a mais nessas ações. A metodologia propõe criar atividades focadas em pessoas que exercem influência e liderança sobre o público-alvo. 

Construir a sua própria audiência é importante, mas sabemos que isso leva algum tempo. Desse modo, trabalhar com influenciadores focados em seu nicho pode ser um atalho e uma opção para diversificar as estratégias de comunicação.  

Confira, nesse miniguia, as principais características sobre esse tipo de marketing. Boa leitura!

O que é marketing de influência? 

O marketing de influência é uma das formas de engajar e converter o seu público por meio de pessoas importantes e influentes. Esse tipo de ação começou com celebridades e, depois, cada segmento na internet foi criando os seus próprios influenciadores sem incentivo da TV ou dos meios tradicionais de comunicação. 

A construção desse tipo de relacionamento, entre o público e seus influenciadores, é mais forte do que o relacionamento criado entre o público e a marca. Por isso, esses líderes podem dar mais visibilidade e credibilidade ao seu produto do que uma campanha publicitária.

Como ele funciona? 

O influence marketing está crescendo e, com ele, o número de influenciadores também. Esse tipo de ação ainda é vista com preconceito por alguns gestores, devido a banalização dessas estratégias por alguns “influenciadores”.

Alguns erros como: a falta de um planejamento, falta de métricas consistentes, pouca análise sobre a linguagem do líder de opinião e a real influência que eles exercem sobre o público são fatores que levam as ações a não terem sucesso.

Por isso, o primeiro passo é elaborar uma pesquisa de mercado, identificar os principais influenciadores do seu segmento e analisar a afinidade deles com o seu público. Nesse momento, é preciso que o líder forneça dados concretos sobre sua audiência, conversões, cases com outras marcas e, caso a parceria seja concretizada, um contrato deve existir para formalizar as responsabilidades das duas partes.

Como aplicá-lo na minha empresa? 

​Na internet, cada nicho e segmento possui os seus líderes de opinião e saber identificá-los será preponderante para criar ações que tragam resultados reais à sua empresa. Veja os passos para aplicar o marketing de influência: 

  • identifique pessoas influentes no seu nicho. Atualmente, já existem algumas plataformas que ajudam essa identificação;
     
  • faça uma lista dos que apresentam maior afinidade com o seu negócio e comece a pesquisar valores e mídia kit para saber sobre os trabalhos anteriores;
     
  • analise os dados e veja qual influenciador se encaixa melhor nos objetivos da ação, verba disponível e afinidade com a marca;
     
  • por fim, construa uma ligação com esse influenciador, para que a ação seja o mais natural possível. Mesmo sendo uma ação paga, o usuário deve acreditar no que o líder diz.

Além da ação paga, também existem as ações orgânicas. Ou seja, a empresa envia produtos para o influenciador na expectativa de que ele mostre e fale bem da marca. Portanto, pode ser uma alternativa quando a empresa tem pouca verba disponível para investir.

Por que 2018 é o ano do marketing de influência? 

O marketing de influência teve grande ascensão em 2017. A agência Mediakix apontou que esse tipo de negócio movimentou mais de US$ 1 bilhão e a expectativa é de que continue crescendo. No Brasil, a tendência é a mesma. O YouPix realizou uma pesquisa mostrando a evolução desse mercado, qual a real influência dessas pessoas para as marcas e quais os assuntos engajam mais. 

Além disso, os micro-influenciadores estão ganhando destaque nesse novo cenário. A vantagem é que esses líderes são mais acessíveis e mais engajados na produção de conteúdo.

Por exemplo, um grande influenciador, além de cobrar caro, realiza uma série de ações pagas. Ou seja, a sua marca pode ficar apagada por outras divulgações. No caso do micro-influenciador, ele tem parceria com poucas marcas e, muitas vezes, um contato mais humano com a maioria dos seus seguidores. 

Sendo assim, o marketing de influência é uma tendência que veio para ficar. Para ter sucesso é preciso conhecer o seu público e saber escolher os influenciadores. Contribua para o debate e deixe seu comentário! Até a próxima.

No Comments
Post a Comment