Partners Comunicação Pro Business

Em qual rede social sua empresa deveria estar?

A importância das redes sociais para empresas, nos dias de hoje, é algo indiscutível. Investir no ambiente online é uma forma de construir um bom relacionamento com os atuais consumidores, receber feedbacks, atingir potenciais clientes, entender o comportamento de sua audiência, tornar-se referência no segmento e muito mais.

Diante de tantos benefícios, muitas organizações cometem o erro de achar que é necessário estar presente em todas as redes disponíveis no mercado. Na maioria das vezes, isso não é necessário e pode até trazer prejuízos à empresa.

O mais recomendado é estudar as características do seu negócio e das plataformas existentes, a fim de criar uma estratégia de mídias sociais própria e personalizada, que proporcionará resultados surpreendentes e um retorno sobre investimento muito mais satisfatório.

Separamos alguns pontos importantes que devem levados em consideração durante a escolha de redes sociais para empresas. Acompanhe!
Baixe o manual de planejamento de assessoria de imprensa

Pesquise as principais redes sociais para empresas

O primeiro passo para definir em quais canais sua empresa estará presente é coletar alguns dados sobre cada um deles. Dessa maneira, é possível identificar quais oferecem um ambiente mais favorável ao alcance de seus objetivos.

Veja, abaixo, algumas das redes sociais mais populares:

Facebook

Apesar de ter apresentado quedas nos últimos dois anos, o Facebook continua sendo a rede mais popular no mundo todo. Devido à sua abrangência, atingindo 2 bilhões de usuários em 2017, é indicado para todos os tipos de companhias.

Instagram

Um dos aplicativos que mais cresceram, o Instagram possui cerca de 800 milhões de usuários ativos por mês, sendo 50 milhões só no Brasil. Por ser baseada em fotos e vídeos, essa rede é ótima para produtos que tenham forte apelo visual.

Twitter

Embora esteja enfrentando uma estagnação, essa plataforma ainda é a quarta mais utilizada no país. Com uma comunicação simples e objetiva, é recomendada para interagir diretamente com o público e publicar atualizações constantes.

LinkedIn

Criado para ser uma rede social de oportunidades profissionais, ocupa a terceira posição do ranking das mais usadas no Brasil e conta, atualmente, com cerca de 29 milhões de usuários no país e 500 milhões em todo o mundo. Ao contrário do Twitter, a adesão a esta plataforma tem crescido. Atualmente, das 100 melhores empresas para se trabalhar, segundo o ranking Fortune 100, 90 se voltam para ela.

YouTube

A rede de publicação e interação por meio de vídeos possui cerca de um bilhão de usuários no mundo e é acessada por 95% da população brasileira online. Pela alta competitividade, exige qualidade na produção e um conteúdo bastante relevante.

Analise onde seu público-alvo está presente

O gerenciamento de redes sociais para empresas demanda esforço, tempo e dinheiro. Portanto, é fundamental direcionar todos esses recursos adequadamente, evitando qualquer tipo de desperdício.

Se o grande objetivo das mídias online é nutrir o relacionamento com os consumidores e fazer com que potenciais clientes conheçam a marca, é preciso estar onde esse público está. Diferentes plataformas possuem usuários típicos com perfis bem distintos.

Por exemplo, se o produto/serviço oferecido pelo seu negócio é direcionado a pessoas entre 30 e 45 anos, criar um perfil no Snapchat não é o mais indicado. Mesmo que seja bastante popular, a maior parte dos usuários dessa rede está abaixo dos 24 anos.

Já se seu público for predominantemente feminino, o Pinterest é uma opção atrativa. Afinal, essa plataforma é dominada por mulheres, que representam 80% de seus usuários.

Sendo assim, ao coletar dados sobre as redes, também é preciso considerar o perfil dos usuários ativos: gênero, idade, localização geográfica, estilo de vida etc. Assim, será possível avaliar a relevância que cada canal pode representar para sua marca.
Baixe o manual de planejamento de assessoria de imprensa

Explore as possibilidades oferecidas por cada uma

Além do público, as ferramentas disponíveis também são grandes diferenciais entre as redes sociais para empresas. Cada plataforma tem funções particulares, o que ajuda a selecionar quais são as mais interessantes para seu negócio, variando de acordo com os produtos/serviços comercializados.

No Facebook, por exemplo, as alternativas de compartilhamento de mídia são amplas: textos, fotos, vídeos, transmissões ao vivo, mensagens privadas… Isto é, a rede oferece boas possibilidades para todos os segmentos. O seu algoritmo, que customiza a timeline dos usuários, demanda mais relevância do que frequência.

O Instagram, com seu apelo visual, pode ser usado a favor de produtos como roupas, comidas e artigos de decoração. O aplicativo também conta com os stories, que permitem o compartilhamento de informações em tempo real e até enquetes que estimulam o engajamento.

No caso do LinkedIn, as empresas podem utilizá-lo para reforçar a sua imagem institucional, por meio de publicações próprias ou de seus principais líderes. Suas  funcionalidades são vantajosas para instituições de ensino, organizações B2B (Business to Business) e empresas que tenham constantemente processos seletivos em aberto.

Dessa forma, é necessário estudar as particularidades das inúmeras alternativas existentes no mercado para, assim, explorar as possibilidades que elas podem oferecer à sua marca.

Monitore os resultados de suas ações com frequência

Uma boa estratégia de redes sociais para empresas inclui o constante acompanhamento constante dos resultados obtidos. Esses dados demonstram o alcance das publicações, engajamento do público, crescimento da página, menções à marca e muito mais.

Analisando minuciosamente a sua performance online, é possível identificar o que está dando certo, o que não está saindo como o esperado e o que pode ser corrigido, apontando em quais plataformas vale a pena continuar investindo e orientando a seleção daquelas perfeitas para seu negócio.

Para tal, é indispensável definir suas metas logo no início, a fim de estabelecer o que deverá ser mensurado.

O próximo passo é coletar as informações. Grande parte dos canais online já possui um Analytics próprio, que fornece, de modo simplificado, alguns dados básicos sobre a página. Mas também existem ferramentas externas que elaboram relatórios mais detalhados.

Por fim, é feita a interpretação dos resultados. Essa atividade requer noções mais aprofundadas sobre gestão de redes sociais para analisar apenas as métricas pertinentes, de maneira correta.

Conte com o apoio de uma empresa especialista no assunto

A gestão de redes sociais para empresas exige planejamento, tempo e muito conhecimento sobre o assunto. Por isso, é comum ver organizações enfrentando dificuldades nessa tarefa, especialmente aquelas de pequeno e médio porte.

Nesse contexto, a contratação de serviços especializados de uma agência é uma oportunidade valiosa para garantir que os objetivos serão alcançados com segurança, otimização de recursos e uma vantajosa relação custo-benefício.

Instituições especializadas no assunto contam com uma equipe de profissionais capacitados, experientes e atualizados, proporcionando mais eficiência e foco em resultados. Além disso, os planos são elaborados estrategicamente de acordo com as necessidades particulares de cada negócio.

A Partners é uma agência que oferece serviços completos de comunicação integrada, incluindo a gestão de redes sociais. Entre em contato conosco agora mesmo e conheça a solução ideal para sua empresa!
Baixe o manual de planejamento de assessoria de imprensa

No Comments
Post a Comment