Partners Comunicação Pro Business

assessoria de imprensa em BH: Partners Comunicação Pro Business

Assessoria de imprensa e a mídia nas eleições 2018: o que esperar?

Em uma campanha eleitoral, a assessoria de imprensa é elemento indispensável para desenvolver ferramentas que apresentem o político não somente para a população, mas também para a mídia, que será responsável por propagar a imagem do candidato. Contudo, desde a última eleição, o cenário passou por algumas atualizações: agora, as mídias digitais estão cada vez mais presentes nesse processo, de maneira poderosa e ativa.

Além disso, a atuação deste tipo de serviço se torna ainda mais necessária em épocas eleitorais. Portanto, é fundamental entender como essas questões se relacionam para realizar um bom trabalho e também aprender a analisar o perfil e as propostas de candidatos assim que o processo de divulgação se iniciar.

Mas então, que mudanças são essas e o que esperar em 2018? As respostas estão neste artigo. Boa leitura!

O que tem mudado na relação das assessorias de imprensa com os veículos em épocas eleitorais?

A princípio, a primeira mudança está no período legal em que cada esfera pode acontecer. Por exemplo: a propaganda eleitoral, que tem relação direta com o marketing político-eleitoral, é permitida a partir de 16 de agosto do ano da eleição. No entanto, não configura propaganda antecipada a exaltação das qualidades pessoais dos pré-candidatos, desde que não envolva pedido explícito de voto e menção à candidatura, então é preciso ter atenção em relação a este detalhe.

Durante o período eleitoral, inclusive, é extremamente importante respeitar todas as determinações, diretrizes e prazos para utilização de mídias pagas. Caso algo saia do previsto, as multas podem variar entre R$ 5 mil e R$ 30 mil. Para evitar que isso aconteça, é interessante consultar o site do TSE para verificar a lista completa de períodos e informações permitidas em cada fase da campanha.

Qual é o papel da tecnologia e das mídias digitais nesse contexto?

A tecnologia e as mídias digitais ampliam o acesso das pessoas às informações, o que exige uma assessoria de imprensa que adote uma nova postura ao lidar com veículos e com a comunicação junto a eleitores. Hoje, o assessor tem o trabalho de evidenciar a divulgar as boas ações dos políticos, mas de forma que as mudanças feitas na sociedade cheguem até o ouvido do cidadão.

É muito importante fazer com que a sociedade saiba a respeito das melhorias no dia a dia e aproveitem ao máximo esses benefícios. Tudo o que a política proporciona deve chegar ao cidadão. Por isso, o papel do assessor também é deixar todas essas questões explícitas no conteúdo direcionado à imprensa, seja ele online ou não.

O contato com os veículos de comunicação tem que ser constante, seja por e-mail, telefone e até pelas redes sociais. É importante fazer uso de todas essas formas de comunicação que temos disponíveis para atender o jornalista quando ele precisa. O porta-voz deve estar disponível, preparado para conceder entrevistas, esclarecer as dúvidas e principalmente, para desmentir boatos e fake news.

Hoje, as redes sociais são consideradas a grande mídia das campanhas políticas, pois podem se tornar o grande trunfo da divulgação de um candidato. Quem souber se apropriar dele, seja na relação com a imprensa ou no contato com o eleitor, saberá se sair muito bem diante dos concorrentes.

Este é um trabalho que deve ser feito com muita criatividade, inteligência, velocidade e, principalmente, estratégia. Tudo precisa ser feito de acordo com o que o candidato pretende, com a imagem que ele quer passar, o cargo que ele quer ocupar, o que ele tem para mostrar e com todas as suas propostas, para que realmente funcione bem.

O que esperar da relação entre assessoria de imprensa e mídia no cenário político atual?

Sem dúvida alguma, dentro do cenário político atual, a assessoria terá um papel de extrema importância. Muito mais do que enviar pautas constantes para a imprensa e garantir a imagem positiva dos seus candidatos, a assessoria deve garantir que os eleitores saibam de tudo que seus candidatos estão fazendo, inclusive em novos canais, como nas redes sociais.

Também é válido mencionar a preparação necessária para conceder entrevistas e se posicionar em redes sociais, atividade que somente uma boa assessoria pode condicionar e orientar para prevenir posturas polêmicas e posicionamentos prejudiciais à imagem do candidato. Mas, acima de tudo isso, a mais nova atuação deste serviço é mesmo combater as fake news e priorizar mostrar sempre o que é verdade a respeito de cada candidato.

Neste momento, é importante relembrar a importância de ter uma estratégia de comunicação totalmente integrada, que começa na assessoria, para estabelecer um bom relacionamento com jornalistas e veículos, mas que também passe pelas redes sociais, que é um canal direto com o eleitor.

As redes sociais precisam ser monitoradas constantemente, pois serão uma espécie de extensão dos programas de rádio e televisão e dos debates. Ou seja, é uma fonte de informação constante e direta com e sobre o candidato e principalmente, um espaço para desmentir boatos, apresentar soluções e mostrar o que o candidato já fez na prática.

Os canais digitais são uma grande fonte de apuração para os jornalistas: um espaço que deve estar em total conformidade com todo o material produzido na campanha do candidato, dentro de uma mesma linha, e parte do trabalho de assessoria.

Como o assessor pode manter um bom relacionamento com a mídia?

Um assessor de imprensa deve estar sempre em constante capacitação, para trazer e aperfeiçoar o que tem de novo no meio da comunicação. É possível se especializar em áreas específicas, para sempre receber informações direcionadas a respeito do que acontece no mercado. Na prática, também é mais fácil entender todas as mudanças e exercitar melhor sua aplicação.

É fundamental sempre incorporar novas tecnologias ao trabalho na política, como o uso do WhatsApp para conceder entrevistas, a habilidade de localizar grupos no Facebook, e a determinação em procurar possíveis pautas pelas redes sociais. Outra questão importante é manter sempre a disponibilidade para atender às exigentes demandas dos jornalistas, para contribuir e facilitar a função deles ao máximo, sem deixar de passar confiança, honestidade e credibilidade.

Esta é uma das principais premissas da Partners. Então, não perca tempo e conheça nossos serviços para descobrir o que fazemos e como trabalhamos!

No Comments
Post a Comment