Partners Comunicação Pro Business

Humanização das marcas: saiba a dose certa para favorecer o branding

Quando se pensa em uma marca, geralmente a primeira ideia que vem na cabeça de qualquer pessoa é uma relação de compra e venda com o consumidor. Um relacionamento mais frio, puramente comercial.

E essa foi a prática vigente por muitos e muitos anos.

Entretanto, nos últimos tempos, as empresas estão com um novo objetivo em mente: a humanização das marcas. Mas como isso funciona?

Neste post vamos explicar o que é essa humanização, como ela pode ser feita e quais os benefícios de aplicá-la na sua empresa. Confira!

 A humanização das marcas no mercado atual

A ideia de humanizar uma marca parte do princípio de torná-la mais afável, adaptada ao público de maneira compreensiva e próxima. Isso significa que a humanização das marcas busca aproximá-la dos clientes por meio de sentimentos, desejos e expectativas.

Com a grande concorrência em qualquer nicho de mercado atual, as empresas têm apostado nesse movimento de humanização, criando personagens, alterando sua linguagem e comunicação para se conectar melhor com o público.

Se antes esse tipo de estratégia ainda era considerado uma novidade, atualmente a busca por um marketing mais humanizado guia a maioria das empresas mais antenadas nas tendências de comunicação.

Obviamente, esta adaptação acontece em graus diferentes, dependendo principalmente do branding atual da empresa.

Muitas vezes a seriedade associada a uma determinada marca pode impedir algumas ações, como a utilização de humor no marketing digital.

Entretanto, de certa forma, qualquer empresa pode aplicar algum tipo de estratégia mais humanizada, se aproximando assim do seu público-alvo mais facilmente.

As técnicas para humanizar uma marca

A ideia de humanização das marcas passa principalmente pela construção de um relacionamento fluido entre a empresa e o cliente, criando experiências e sensações no público e favorecendo a percepção de acessibilidade.

O objetivo é realmente abordar a comunicação de uma maneira diferenciada, trazendo o cliente para mais perto da empresa. A seguir, listamos algumas atitudes que ajudam na humanização da sua marca.

Storytelling

A prática de storytelling consiste, basicamente, em contar histórias. Parte do princípio que as pessoas tendem a se aproximar de narrativas envolventes e emotivas.

O storytelling pode ser aplicado de diferentes maneiras. Atualmente, muitos comerciais nesse formato estão presentes não apenas na TV, mas principalmente em plataformas como o YouTube e as redes sociais, aproveitando o efeito viral presente nas últimas.

Redes Sociais

Nunca é demais reforçar esse ponto. A presença nas redes sociais mais acessadas, como Facebook, Instagram e Twitter, é praticamente uma obrigação para qualquer marca que pretenda alcançar o público de maneira mais humanizada.

E mais do que ter um perfil, é necessário se mostrar ativo nessas plataformas. Isso é o mínimo para qualquer empresa hoje em dia.

Entretanto, humanizar esse tipo de comunicação vai muito além do que a presença forte nas redes sociais. Aqui é preciso abandonar a postura mais formal de um perfil empresarial e focar na interatividade.

Casos como o Netflix e o Ponto Frio são ótimos exemplos de marcas humanizadas nas redes sociais.

Respostas às perguntas, utilização de bom humor e atenção às necessidades do público são algumas ações para passar a imagem de uma marca humanizada.

Atendimento humanizado

Não há nada mais desagradável para um consumidor quanto o atendimento mecanizado e em “linha de produção”. As pessoas estão cansadas de terem experiências negativas no atendimento das empresas, o que traz à tona uma forte necessidade de uma prática mais humanizada nesse setor.

Entender que cada cliente é um indivíduo específico, com necessidades, vontades e desejos é o primeiro passo para humanizar seu atendimento.

Por isso, seja nos chats online, seja por telefone, seja respondendo mensagens em redes sociais, as marcas que mostram empatia, educação, boa vontade e atenção com os clientes tendem a conseguir os maiores níveis de satisfação.

Linguagem

Não há nada mais “humano” para um consumidor que uma marca que utiliza a mesma linguagem que ele. Para tanto, é fundamental conhecer o perfil do público, as expressões que ele costuma usar e a maneira como ele costuma se comunicar.

Adequar a linguagem das estratégias de comunicação é o mínimo necessário para fazer com que a mensagem chegue de maneira mais fácil e satisfatória em seu público-alvo.

Os benefícios da humanização das marcas

As estratégias de humanização das marcas podem ser consideradas uma forte tendência do marketing e da comunicação nos dias de hoje.

Isso acontece em boa medida porque traz uma série de benefícios para ambas as partes da relação comercial.

Os clientes tendem a ficar mais satisfeitos e a empresa consegue aumentar seus lucros. Abaixo, listamos alguns dos benefícios mais importantes que a humanização de uma marca pode gerar.

Força no branding

Nos últimos anos o branding tem sido inserido nos mais diversos contextos, do mundo real ao online. Os consumidores mais jovens, inclusive, dificilmente separam essas duas realidades, o que faz com que o branding precise ganhar força nesse sentido.

Por isso, humanizar sua marca é uma maneira eficiente e atraente de unificar todos os ambientes de atuação, criando uma importante imagem de unidade e proximidade.

Mas atenção, isso só funciona com sucesso quando as mesmas estratégias tomadas em um ambiente são aplicadas no outro. Caso isso não aconteça, o efeito é contrário, segregando a percepção do público para com sua empresa.

Criação de vínculos

A abordagem humanizada no trato com o público é uma ótima maneira de criar vínculos com ele. Ao ser tratado de igual para igual, o cliente passa a vincular a marca a um tratamento humanizado, íntimo e agradável.

Fidelização

Levando em consideração a criação do vínculo entre marca e consumidor, é fácil entender que o próximo passo é a fidelização desse cliente. Boas experiências levam pessoas a consumirem novamente, buscando ter o mesmo tratamento (senão melhor) com a marca em questão.

Mais do que um cliente fiel, esse consumidor se torna, na verdade, um propagador da mensagem da sua marca.

É ele quem recomendará seu serviço ou produto para familiares e amigos, aumentando ainda mais o alcance da sua empresa e expandindo exponencialmente o seu público. Tudo isso em decorrência da humanização da marca.

Mais do que uma tendência, as estratégias de humanização das marcas são uma necessidade para aquelas empresas que desejam se manter atuais no mercado. Mas é preciso ter cuidado.

A inserção desse novo aspecto deve ser feita de maneira natural, sem parecer forçada.

Curtiu este post? Então não deixe de seguir a Partners Comunicação no FacebookTwitter e LinkedIn!

No Comments
Post a Comment