Partners Comunicação Pro Business

Fear off missing out

Fear off missing out: um problema do nosso tempo

 

Você e sua empresa estão nas redes sociais? Utilizar esses canais pode ser importante para o seu negócio, mas é preciso saber usá-las e estar atento a algumas questões. O uso indevido das redes pode se tornar um vício, gerando ansiedade, estresse, angústia, solidão, mau humor e até mesmo casos de depressão. A sigla F.o.M.O. se refere ao termo “fear of missing out”, que, traduzido do inglês, significa “medo de ficar de fora”. O termo foi dito pela primeira vez em 2000, por Dan Herman, e anos depois foi definido por Andrew Przybylski e Patrick McGinnis como o medo gerado pelas boas experiências que os outros possam ter e você não. Para entender um pouco mais sobre essa angústia social, como detectar seus sintomas e como evitá-lo, siga acompanhando nosso post.

 

 

Como diagnosticar o F.o.M.O.?

O F.o.M.O. foi apontado com uma das 10 principais tendências globais de consumo para 2019, de acordo com o relatório da Euromonitor Internacional. A sobrecarga de informações e o medo de não participar de certos eventos, experiências ou situações acaba gerando uma ansiedade nas pessoas, que começam a sofrer comparando sua realidade com o que é publicado nas redes sociais por outros. 

O senso de urgência gerado pela cultura do imediatismo faz com que a pessoa tenha medo de perder alguma informação publicada nas redes sociais, e assim gera um comportamento excessivo de verificar as postagens dos seguidores a todo momento, se atualizando tanto do que as pessoas estão fazendo, como da necessidade de contar o que está fazendo.

Além desses comportamentos, o F.o.M.O. também pode ser diagnosticado se o indivíduo estiver mais distraído em conversas pessoais, durante reuniões e na tomada de decisões no trabalho, por exemplo. O uso dos smartphones para a verificação das redes sociais no trânsito ou em momentos profissionais também são sintomas do F.o.M.O. 

Como evitar o F.o.M.O.?

Agora que você já sabe o que é o F.o.M.O. e como ele se manifesta, é importante atuar na prevenção do problema. Gestores e CEOs devem estar atentos para trabalhar com a informação de forma controlada e segura. É claro que para tomar decisões nos mais variados negócios, é preciso estar muito bem informado e atualizado, mas vale cuidar da forma como as informações devem ser consumidas e na escolha dos canais para obtê-las. 

Para evitar o F.o.M.O. é indicado diminuir o uso das mídias sociais, ou seja, reduzir o tempo que passa nelas e determinar alguns poucos momentos do dia para o uso. Vale ainda ocupar seu tempo com outras atividades úteis e positivas para a saúde e evitar o uso das redes sociais em horário de trabalho. Praticar a meditação é outro recurso favorável para evitar o F.o.M.O., e caso, você se identifique com o problema, é recomendável procurar uma ajuda profissional para combater o problema. 

Conclusão 

A forma como uma pessoa usa a tecnologia, bem como as redes sociais está diretamente relacionada à sua maneira de tomar decisões nos mais variados setores da vida. Vale lembrar que seu comportamento nas redes sociais é diretamente influenciado por estratégias para tornar os usuários cada vez mais viciados. 

Daí a importância de saber buscar as informações válidas ou não para a sua vida pessoal e profissional, e deixar de lado a ilusão de que todos deveriam fazer algo empolgante e publicando nas redes para ser reconhecido. Portanto, foque nos seus compromissos sociais e profissionais reais e proteja o seu bem estar mental alimentando-se apenas de informações realmente relevantes.